Fraternidade Universal

By | 1 de janeiro de 2020

Luiz Goulart

A data do DIA DA FRATERNIDADE UNIVERSAL, caindo no primeiro dia do ano, tem um propósito que nem sempre é avaliado em toda a sua grandeza. É nesse DIA que deveríamos aquilatar o benefício que traz ao progresso humano a compreensão entre as criaturas. Pois somente com base na amizade e tolerância recíprocas podemos abrir caminhos luminosos, em benefício de todos nós, numa sociedade feliz.

No dia em que compreendermos que os desejos de “Feliz Ano-Novo” não são meros artifícios de frases… Mas sim que estes desejos implicam em mudança de pensamentos, palavras e atitudes, substituindo o egoísmo pelo altruísmo — então, sim, teremos as bases de um Ano Feliz, com base nos princípios da Fraternidade Universal.

Maximo Ribera

As leis e instituições que criaram datas comemorativas para a Confraternização Mundial, Fraternidade Universal, registram a necessidade e a urgência de o ser humano se comportar como ser humano, herdeiro de uma divina luz que precisa de Paz para se manifestar.
Vamos recordar alguns pontos que me farão um ser humano melhor:
Quando…
… eu chorar pelos olhos dos que sofrem e procurar uma forma de ajudá-los;
… me sentir sem teto diante das famílias que moram nas ruas e procurar uma forma de ajudá-los;
… sentir piedade pelos que muito possuem e nada distribuem, porque desconhecem a lei do retorno;
… eu me sentir culpado pela violência no mundo, porque nada fiz pela paz e procurar uma forma de me ajudar a ser pacifista;
… eu olhar nos olhos do meu próximo e descobrir minha presença em sua alma: “ele sou eu, eu sou ele”.
Então estarei integrado na verdadeira fraternidade, reconhecendo todos como meus irmãos, “folhas de uma única árvore”, “gotas de um só oceano”.
Assim compreenderei que a Fraternidade Universal será presente numa sociedade onde prevalece a Divina Luz e se pratica a convivência sonhada pelos deuses: “Mão na mão, alma n’alma, coração no coração.”